Siga-nos
  • Facebook
  • G+
  • Twitter
  • Orkut
Professores do Paraná Entram em Greve

Professores do Paraná Entram em Greve

Postado Por: Kamila Nascimento em 9 de fevereiro de 2015.


Professores do Paraná Entram em Greve

Cerca de três mil professores e funcionários das escolas estaduais protestam nesta segunda-feira (9), em frente à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), contra um pacote de medidas do governo que afeta as carreiras dos educadores, conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), Hermes Leão. A categoria exige o pagamento de benefícios atrasados e a reabertura dos turnos fechados no fim do ano passado.

A categoria decidiu entrar em greve desde sábado (7) em uma assembleia realizada em Guarapuava, na região central do estado. O início do ano letivo começaria nesta segunda-feira (9). A paralisação prejudica 950 mil alunos.

Segundo o presidente do APP-Sindicato, os trabalhadores devem permanecer em frente a Alep nesta segunda. “No início da manhã, os professores e funcionários estiveram nas escolas para orientar os alunos e pais. Vamos ficar o dia todo aqui em frente a Assembleia e já estamos preparando uma manifestação para terça (10). É um total desrepeito com os trabalhadores e também com os estudantes, porque muitas escolas estão sem condições para o início das aulas”, disse ao G1.

Na sexta-feira (6), o Secretário Estadual de Educação, Fernando Xavier Ferreira, falou sobre os problemas com a falta de professores e funcionários na rede estadual de ensino em uma entrevista à RPC. Ferreira havia garantido o reinício das aulas e orientado os pais a levarem os filhos para as escolas. Sobre as rescisões atrasadas, o governo estadual informou que o pagamento deve acontecer no fim deste mês.

Após o anúncio da greve, a Secretaria Estadual de Educação (SEED) lamentou a decisão dos professores. Em nota, a secretaria lembrou que, nos últimos quatro anos, a categoria recebeu 60% de reajuste salarial e ampliação de 75% na hora-atividade, dois avanços históricos em vencimentos e benefícios.

Ainda de acordo com o governo, em 2014, os investimentos do Paraná no setor superaram em R$ 1,8 bilhão o mínimo constitucional e o Estado aplicou na área 35% do orçamento.

De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) não houve bloqueio de ruas próximas a Alep e às 14h o tráfego permanecia normal no local.

A Polícia Militar (PM) informou, na tarde desta segunda-feira, que acompanha a manifestação dos professores e funcionários estaduais. Às 13h havia cerca de 400 professores reunidos em frente à Assembleia Legislativa, sem registro de tumulto ou confusão, conforme a PM.

Paralisação no interior

Em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, um grupo de professores e funcionários da rede estadual se reuniu durante a manhã em frente ao Núcleo Regional de Educação e seguiu em passeata – com faixas, cartazes e um caixão simbolizando a morte da educação no estado – até a Praça das Nações, em frente ao Colégio Estadual Bartolomeu Mitre. Em Cascavel, os professores foram às escolas apenas para orientar os alunos sobre a greve da categoria.

Já em Pato Branco, no sudoeste, a categoria se concentra na praça central da cidade. À tarde, alguns educadores devem ir até às salas de aula para conversar com pais e alunos e retornam para o local da mobilização. Na sede do sindicato da categoria, foi criado um comitê especial para a tomada de decisões sobre os rumos da greve e esclarecer as dúvidas da população.

Na região central do Paraná, em Guarapuava, a adesão dos professores à greve é de 100%. Já em Reserva do Iguaçu, 10% dos professores continuam trabalhando, enquanto os outros 90% estão em greve. Em Pinhão, há apenas uma escola com 10% dos funcionários trabalhando. Outros quatro municípios também aderiram à greve – Campina do Simão, Foz do Jordão, Goioxim e Turvo. Pais e alunos receberam informações sobre a paralisação em frente às escolas.

Os professores fizeram uma passeata pelas ruas de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, no fim da manhã. Eles protestaram contra a falta de pagamento e o corte de funcionários, além de outros problemas. A Universidade Estadual de Ponta Grossa também anunciou a greve dos professores da instituição a partir de terça-feira (10). Diretores, professores e funcionários ficaram em frente às escolas para dar esclarecimentos sobre a greve para pais e estudantes.

No noroeste do Paraná, mais de 41 mil alunos não voltaram para as salas de aula nesta segunda-feira. Os três núcleos regionais de educação, em Paranavaí, Cianorte e Umuarama, concentram 109 colégios estaduais. Durante a manhã, professores e funcionários conversavam com pais e alunos sobre os motivos de paralisação.

A greve também prejudica 80 mil alunos de 24 cidades da região de Maringá. Assim como no noroeste, alguns funcionários ficaram nos portões das escolas para orientação. A categoria se concentra no centro da cidade.

Os 68 colégios estaduais de Londrina paralisaram as atividades, atingindo 52 mil alunos. Os educadores protestaram na frente das principais escolas da cidade. No Colégio Estadual Vicente Rijo, o maior de Londrina, eles ficaram nos portões e estenderam faixas contra o governo estadual. No Instituto de Educação Estadual de Londrina (IEEL), os servidores se concentraram dentro da escola.

Já no Colégio Estadual Newton Guimarães, educadores manifestaram luto pela educação. No Colégio Estadual Polivalente, cartazes chamavam a atenção para a falta de funcionários, de pagamentos e até de merenda. Professores reclamaram que projetos escolares também foram prejudicados.

Fonte: RPC

Compartilhe:



Comentários | Comente pelo Facebook:



Deixe uma resposta


Destaques Regionais
Alunos-Unipar-no-Projeto-Jeová-Nissi-Id01
Dia das Crianças com Alunos da Unipar
Em 14 de Outubro, em comemoração ao Dia das Crianças, alunos do curso de Publicidade e Propaganda da Unipar estiveram apoiando dia recreativo com as criança...

Concurso de Decoração Natalina
A Fundação de Cultura e Turismo de Umuarama revelou nesta quarta-feira (16), os vencedores do III Concurso de Decoração Natalina de Umuarama....

Feira no Mendes
Confira as Ofertas do Melhor Preço, Melhor Prazo no Supermercado Mendes em Pérola, validas até 22 de maio de 2019....

Sicredi Encerra Campanha Institucional de 2018
Sicredi encerra 2018 com chave de ouro. Fechando a campanha institucional de 2018, com filmes de Natal e Réveillon....



Conteúdos Relacionados
Aproveitando os Descontos da Black Friday \"Black Fraude\" ou \"Black Friday de Pinóquio\", assim é conhecida a versão brasileira da sexta-feira de descontos criada nos Estados Unidos. A má fama ...


Classificados
Quinta das Carnes no Supermercado Mendes
Confira as Ofertas da Quinta das Carnes no Supermercado Mendes em Pérola, validas para 04 de junho de 2020.
Sicoob - Prorroga Dívidas - ID
Sicoob Disponibiliza Prorrogação de Dívidas
O Sicoob Arenito iniciou a prorrogação das parcelas referentes as dívidas de micro e pequenas empresas. Estas parcelas serão migradas para o final do cronograma de pagamentos.
SM Bom Preço - 16-03-2020 - Id
Prevenção ao Coronavirus no Bom Preço Max
Confira as Ofertas da Semana da Prevenção ao Coronavirus no Supermercado Bom Preço Max, válidas até 21 de Março de 2020 na lojas de Altônia e Iporã.
Venda de Casa do Cesar - Id
Residência de Alto Padrão em Altônia
Vende-se uma residência de alto padrão na área central de Altônia. O imóvel possui 14 ambientes com excelente acabamento. Piso de granito e laje na residência e aplicação de gesso.
  • Voltar
  • Avancar