Siga-nos
  • Facebook
  • G+
  • Twitter
  • Orkut
Investir no Exterior Ficará Mais Fácil

Investir no Exterior Ficará Mais Fácil

Postado Por: Kamila Nascimento em 11 de fevereiro de 2015.


Ações Estrangeiras Serão Mais Acessíveis

Hoje restritas a investidores qualificados, com patrimônio aplicado de pelo menos R$ 300 mil, as ações de empresas estrangeiras – como Apple, Boeing e Google – poderão, a partir de julho, ser compradas no Brasil também por investidores comuns. A alteração foi determinada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e atende um pedido do mercado financeiro, que solicitava a derrubada da barreira de capital que hoje limita o acesso aos fundos de investimentos formados por Brazilian Depositary Receipts (BDR) – recibos de ações de empresas estrangeiras negociados aqui.

Listados no Mercado Internacional da BM&FBovespa, os BDRs mais comuns são os não patrocinados, lançados por uma instituição depositária brasileira e oferecidos, por exemplo, por bancos e corretoras, mas somente a clientes com aplicações superiores a R$ 300 mil.

No mercado, esses títulos são identificados pela nomenclatura BDR Nível I. O investimento direto nos papéis, via BDRs Patrocinados, seguirá restrito a investidores com capital investido mínimo de R$ 1 milhão.

A CVM informa que a mudança integra uma política de “permitir o investimento no exterior de maneira gradual” e que está ancorada na segurança e transparência desse mercado, já que os ativos têm custódia de uma instituição depositária brasileira e que os fundos atendem a regras de publicidade idênticas a dos títulos nacionais.

Os BDRs remuneram o investidor com base no desempenho das ações das empresas e têm apresentado rentabilidade superior à do mercado acionário nacional. Na Bovespa, o índice de BDRs não patrocinados global (BDRX) fechou o último ano com valorização de 28,1%, enquanto o Ibovespa, que reúne as ações das principais empresas brasileiras, caiu 2,9%. Neste ano, o indicador de BDR sobe 2,7%, ao passo que o Ibovespa recua 1,2%.

Bancos como Bradesco e Caixa têm fundos formados por esses papéis, com destacadas taxas de retorno. O Caixa BDR Nível I teve rentabilidade de 20,1% no último ano, a maior entre os 127 fundos do banco, enquanto o Bradesco FIC FIA BDR Nível I rendeu 24,5%. Os fundos oferecidos por corretoras também têm apresentado taxas de retorno elevadas.

Confiança

O investimento é recomendado em razão do bom momento da economia americana e da valorização do dólar, em face da estagnação da economia nacional. “Enquanto as empresas daqui estão sofrendo há bastante tempo, nos Estados Unidos a economia está se acelerando. A bolsa americana tem subido com consistência nos últimos três anos”, diz Sandra Blanco, consultora de investimentos da corretora Órama.

A perspectiva de retorno, com esse tipo de investimento, é de longo prazo. “Não dá para esperar rentabilidade imediata, pois a especulação é grande e há momentos positivos e negativos”, explica o gerente de Gestão de Fundos de Renda Variável da Caixa, Camilo de Lellis Cavalcanti Júnior.

Os riscos, por outro lado, superam os de uma aplicação em ações brasileiras, pois, além da flutuação natural do mercado, os BDRs estão sujeitos às variações cambiais, que podem prejudicar o investidor, já que o lastro dos títulos é em dólar.

Apple é o BDR Preferido dos Investidores

A Apple é a empresa com maior participação (7,79%) no Índice de BDRs Não Patrocinados Global (BDRX) da BM&FBovespa. Trata-se de uma carteira teórica, análoga ao Ibovespa, que mede o comportamento desses papéis e serve como referência para o investidor. A participação de cada companhia no índice é medida por seu valor de mercado.

O indicador é formado por 68 empresas, de diferentes setores. Completam a lista das dez empresas com maior participação no BDRX as companhias Exxon Mobil, Microsoft, Wal Mart, Wells Fargo, Johnson, General Electric (GE), Procter & Gamble (PG) e Pfizer.

A saúde financeira dessas organizações é justamente a principal garantia dessa modalidade de investimento. “São empresas maduras e conhecidas, algumas líderes de mercado. Vemos um cenário em que as principais empresas geram bastante caixa e estão crescendo”, diz Bernardo Ferreira, da XP Gestão de Recursos.

As corretoras relatam crescimento na procura por esses papéis e acreditam que o movimento se intensifique, com a queda da barreira de investimento mínimo.

Fonte: Gazeta do Povo

Compartilhe:



Comentários | Comente pelo Facebook:



Deixe uma resposta


Destaques Regionais
Sicredi-Dia-C-em-Palotina-Id
Sicredi Apoia o Dia de Cooperar
Mais uma vez, o Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,5 milhões se associados –, apoia o Dia de Cooperar, também conhecido como Dia...
2016.11.23-futebol
Coluna de Esportes com Carlos Rodrigues
Confira na Coluna de Esportes o Toque de Bola com Carlos Rodrigues. Fique por dentro das notícias, resultados, agenda e comentários do futebol regional....

Sicredi Disponibiliza Saques sem Cartão
Já é possível sacar sem o cartão nos caixas eletrônicos das agências, utilizando apenas o número da conta e o código gerado pelo aplicativo do Sicredi....

Sicredi Chega à Mamborê
o Sicredi inaugurou dia 05, sua agência em Mamborê esse município de 14 mil habitantes localizado na centro-oeste do Paraná....



Conteúdos Relacionados
Aproveitando os Descontos da Black Friday \"Black Fraude\" ou \"Black Friday de Pinóquio\", assim é conhecida a versão brasileira da sexta-feira de descontos criada nos Estados Unidos. A má fama ...


Classificados
Vagas de Emprego em Altônia
A Agência do Trabalhador de Altônia em parceria com empresários oferecem diversas vagas em 11/12/2019 na cidade de Altônia. Confira!
Quarta Maluca no Supermercado Luiz
Confira as Ofertas da Quarta Maluca no Supermercado Luiz, validas para 11 de novembro de 2019.
O Precinho de Final no Ano no Mendes
Confira as Ofertas do Precinho de Final de Ano Já Chegou no Supermercado Mendes em Pérola, validas até 11 de dezembro de 2019.
Bom Preço Max e Parati vão Sortear 2 Motos
Confira as Ofertas do Supermercado Bom Preço Max e Parati Agora vão Sortear 2 Motos, validas até 30 de novembro de 2019.
  • Voltar
  • Avancar